Ok

En poursuivant votre navigation sur ce site, vous acceptez l'utilisation de cookies. Ces derniers assurent le bon fonctionnement de nos services. En savoir plus.

  • Vitima desta sociedade de imagem - 25 anos não resistiu a cirurgia plástica

    Fátima Cristina Viegas Santos, de 25 anos, natural e residente na Fuseta, concelho de Olhão, queixava-se a colegas e amigos de ter umas gordurinhas a mais. Longe de ser obesa, queria ficar mais elegante. A 12 de Janeiro dirigiu-se a um consultório médico privado em Faro para uma lipoaspiração na zona da cintura. Após a cirurgia queixou-se a familiares de vómitos, tonturas e dores, mas o médico que a operou só lhe receitou antibióticos, analgésicos e anti-inflamatórios. Morreu na madrugada de 14 para 15, na residência que partilhava, desde há cerca de quatro meses, com o seu companheiro.

    A autópsia apurou que foi vítima de tromboembolismo pulmonar (obstrução de uma artéria), sendo ainda detectadas queimaduras de segundo grau na zona da cintura e abdómen.

    “Foi uma notícia que nos apanhou de surpresa e chocou, pois só soubemos da cirurgia plástica após a sua morte”, disse ao CM Ana Graça, colega da Fátima Santos no Centro Comunitário do Núcleo da Fuseta da Cruz Vermelha Portuguesa.

    “Disseram-nos que a lipoaspiração matou a Fatinha”, explica Ana Graça, que tem dificuldade em aceitar “a desgraça” da colega que dava aulas no Centro Comunitário. “Era órfã de pai e mãe, que perdeu nos quatro últimos anos, mas uma pessoa excepcional, sempre sorridente.”

    Francisca Ferreira, directora do Centro Comunitário, recebeu a notícia da morte da jovem “com grande consternação”. “Tinha-se licenciado, há um ano, em Línguas e estava a tirar um estágio profissional na nossa instituição”, explicou Francisca Ferreira, que tem procurado “atenuar o trauma que os colegas sofreram”.

    O companheiro e familiares mais directos de Fátima Santos, ainda em estado de choque, não prestam declarações. Por seu lado, o médico responsável pela ‘clínica de estética’ – a que os serviços de Saúde chamam consultório médico privado –, nefrologista do Hospital Central de Faro, não se mostrou disponível para comentar o caso que está a ser investigado pelas autoridades.

    correio da manha

  • *RIFA DO BURRO *

    *Certa vez, quatro meninos foram ao campo e, por 100€, compraram o burro de um velho camponês.
    *O homem combinou entregar-lhes o animal no dia seguinte.
    *Mas, quando eles voltaram para levar o burro, o camponês disse-lhes:
    *- Sinto muito, amigos, mas tenho uma má notícia. O burro morreu.
    *- Então devolva-nos o dinheiro!
    *- Não posso, já o gastei todo.
    *- Então, de qualquer forma, queremos o burro.
    *- E para que o querem? O que vão fazer com ele?
    *- Nós vamos rifá-lo.
    *- Estão loucos? Como vão rifar um burro morto?
    *- Obviamente, não vamos dizer a ninguém que ele está morto.
    *Um mês depois, o camponês encontrou-se novamente com os quatro garotos e perguntou-lhes:
    *- E então, o que aconteceu com o burro?
    *- Como lhe dissemos, nós rifamo-lo. Vendemos 500 rifas a 2 € cada uma e arrecadamos 1.000 €.
    *- E ninguém se queixou?
    *- Só o ganhador, porém devolvemos-lhe os 2 €, e pronto!
    *O IMORAL DA HISTÓRIA:*
    *Os quatro meninos cresceram.
    Um fundou um banco chamado **BCP**,
    Outro, uma empresa chamada **SONAE" ;
    Outro, uma igreja chamada **Universal**
    E o último um partido político, chamado **PS**. *
    E estão agora a governar Portugal!!!!
    Carla Beatriz Gomes Costa

  • Nota copiada no Forum Pombal - Diz respeito a muitos emigrantes sobre a corrida ao rendimento da parta da Caixa Geral de Depositos

    Recebi este email que passo a divulgar.
    Trata-se de mais uma das artimanhas dos bancos, obviamente sob o patrocínio do nosso governo na busca de mais uns poleiros de administradores.
    A verdade é que os bancos fazem o que querem e sobra-lhes tempo para pensar em mais.
    Eis o que me apetece propor:
    Sugerir de forma geral um levantamento massivo dos depósitos nem que seja apenas por 1 mês, a nível Nacional, local, ....não sei.
    Mas se 2 ou 3 mil pessoas levarem 500 ou 1000 que tenham no banco por 1 mês, são 3 000 000€, isto podia ser o inicio de dizer que deviam parar de nos roubar.
    Que vos parece? Ajudam-me a espalhar a mensagem?..


    Forum - Pombal



    Eles comem tudo e não deixam nada...
     
    Caixa Geral de Depósitos - Os Vampiros do Século XXI   ou o Socialismo Moderno

    A Caixa Geral de Depósitos (CGD) está a enviar aos seus clientes mais
    modestos uma circular que deveria fazer corar de vergonha os
    administradores - principescamente pagos - daquela instituição
    bancária.
    A carta da CGD começa, como mandam as boas regras de marketing, por
    reafirmar o empenho do Banco em oferecer aos seus clientes as melhores
    condições de preço/qualidade em toda a gama de prestação de serviços,
    incluindo no que respeita a despesas de manutenção nas contas à ordem.
    As palavras de circunstância não chegam sequer a suscitar qualquer
    tipo de ilusões, dado que após novo parágrafo sobre racionalização e
    eficiência da gestão de contas, o estimado/a cliente é confrontado com
    a informação de que, para continuar a usufruir da isenção da comissão
    de despesas demanutenção, terá de ter em cada trimestre um saldo médio
    superior a EUR1000, ter crédito de vencimento ou ter aplicações
    financeiras associadas à respectiva conta. Ora sucede que muitas
    contas da CGD, designadamente de pensionistas e reformados, são
    abertas por imposição legal. É o caso de um reformado por invalidez e
    quase septuagenário, que sobrevive com uma pensão de EUR243,45 - que
    para ter direito ao piedoso subsídio diário de EUR 7,57 (sete euros e
    cinquenta e sete cêntimos!) foi forçado a abrir conta na CGD por
    determinação expressa da Segurança Social para receber a reforma.
    Como se compreende, casos como este - e muitos são os portugueses que
    vivem abaixo ou no limiar da pobreza - não podem, de todo, preencher
    os requisitos impostos pela CGD e tão pouco dar-se ao luxo de pagar
    despesas de manutenção de uma conta que foram constrangidos a abrir
    para acolher a sua miséria. O mais escandaloso é que seja justamente
    uma instituição bancária que ano após ano apresenta lucros fabulosos e
    que aposenta os seus administradores, mesmo quando efémeros, com
    «obscenas» pensões (para citar Bagão Félix), a vir exigir a quem mal
    consegue sobreviver que contribua para engordar os seus lautos
    proventos. É sem dúvida uma situação ridícula e vergonhosa, como lhe
    chama o nosso leitor, mas as palavras sabem a pouco quando se trata de
    denunciar tamanha indignidade. Esta é a face brutal do capitalismo
    selvagem que nos servem sob a capa da democracia, em que até a esmola
    paga taxa. Sem respeito pela dignidade humana e sem qualquer resquício
    de decência, com o único objectivo de acumular mais e mais lucros, eis
    os administradores de sucesso.
    Medita e divulga. . . Mas divulga mesmo por favor
    Cidadania é fazê-lo, é demonstrar esta pouca  vergonha que nos atira
    para a miserabilidade social.
    Este tipo de comentário não aparece nos jornais, tv's e rádios....Porque será???

  • Ranchos Participantes ao festival de folclore de Osny 24-02-2008

    -
     
    -
     
    -
     
    -
     
    -
     
    -
     
    -
     
    -
     
    -
     
    -
     
    -
     

  • Festival de folclore de Osny - 24 Fevreiro 2008

    Nesta tarde de domingo primaveril com temperaturas na  região de Paris a rondar os 20 graus , fui almoçar a associação dos Portugueses de Osny , ao Menu foi grelhados na brasa acompanhado com uma garrafa de tinto do Alentejo ( Porta da Ravessa ) Estava bastante bom e foi um momento bastante agradável , a sala e anexos eram de excelente qualidade o Presidente Sr. António Gonçalves agradeceu a câmara municipal de Cergy Pontoise pela facilidade com que cedeu este espaço para realizar este festival .... Estiveram presentes neste festival os seguintes Ranchos :

    1- Groupe Franco Portugais d'OSNY

    2 - Groupe amigos de Portugal - CONFLANS


    3-Groupe Paix et Vivre Ensemble - ARGENTEUIL


    4- Groupe folclorico de Franconville


    5 - Groupe flores do Minho - DRANCY

    Brevemente estarão aqui alguns minutos em video deste festival ...

     

    b3481b3c1edf3053cfd52336d7c725aa.jpg
    -
    f199a59435a2c3584806d5b32de1a31a.jpg
    -
    6a76b656ea660a142c58731277152edf.jpg
    -
    87bff350481fe965704818a322dbdee5.jpg
    -
    0eae0ac1c34cb1754c553da1ef8be3f7.jpg

     

  • Liceu Internacional - Secção Portuguesa - Videos deste encontro

    -
     
    -
     
    -
     

  • Ontem a noite no Liceu Internacional de Saint Germain en Laye - Exposição sobre o Ribatejo

    03a8475ddb0529142453c566b6d19def.jpg
     
     
    Ontem a noite realizou-se uma exposição sobre o Ribatejo no Liceu internacional de Saint Germain en Laye (78) Vários trabalhos realizados pelos alunos da secção Portuguesa sobre os hábitos - tradições - geografia - e muito mais dados sobre esta bonita região .... Contou com a presença dos pais dos 400 alunos que frequentam esta reputada escola e com a presença de alguns oficiais ... Há .. para o fim houve uma surpresa !!! Foi a presença do Rancho Folclórico dos Ribatejanos de Saint Ouen - Não queria ser ma língua mas !!! Acho pouco aceitável que esta Rancho se foi contactado em tempo e horas , se tenha atrasado e depois só se apresentou com metade dos elementos ... eu que conheço este rancho ao completo , fiquei com pena .... Bom compreendo que era quinta feira a noite e muito cedo para quem trabalha ... depois saíram a hora de ponta muito transito ....
    No inicio da ( soiree cocktail ) a Dra. Matilde Teixeira apresentou esta exposição. 
     
    Brevemente   aqui alguns vídeos desta exposição 
     
     
     
     
     
    O Rancho folclorico de Saint Ouen  
    Festival de Villiers sur Marne