Ok

En poursuivant votre navigation sur ce site, vous acceptez l'utilisation de cookies. Ces derniers assurent le bon fonctionnement de nos services. En savoir plus.

  • O gajo matou-me”, terá dito Ernesto, à beira da morte

    O gajo matou-me”, terá dito Ernesto, à beira da morte, pouco depois das 00h30 de ontem. Esfaqueado duas vezes no pescoço, ainda conduziu o táxi até à GNR de Arcozelo, Vila Nova de Gaia, a cerca de 100 metros do local do crime. Buzinou para pedir ajuda e conseguiu cambalear até à porta. Era tarde de mais. Morreu pouco depois.

    Ernesto da Silva, taxista de 44 anos, residente em Valadares, Vila Nova de Gaia, foi chamado via telemóvel por um cliente habitual, cerca da meia-noite. O pedido era para uma corrida desde Arcozelo até ao Bairro do Aleixo, no Porto, um local conotado com o consumo da droga, e regresso – com paragem final na Avenida da Igreja, em Arcozelo. Aí perto, Ernesto foi esfaqueado por duas vezes, após ter lutado com o presumível homicida.

    O primeiro instinto, quer dos familiares quer dos próprios taxistas amigos de Ernesto, passou pela suspeita de um cliente que a vítima terá transportado em primeiro lugar. Principalmente, pelo facto de a viagem ter terminado exactamente em Arcozelo. Contudo, segundo garantiu fonte judicial ao CM, esse mesmo cliente, interrogado pela Polícia Judiciária, terá permanecido no Bairro do Aleixo, não regressando com o taxista à freguesia de Gaia. O que dá lugar à hipótese de Ernesto ter apanhado outro(s) cliente(s) no mesmo bairro.

    A PJ acredita que o taxista, apesar de ter ficado com todo o dinheiro que possuía, foi alvo de uma tentativa de assalto e que, após ter reagido de forma violenta, foi mortalmente esfaqueado.

    O vidro frontal estilhaçado, do lado do passageiro, prova a luta entre taxista e quem seguia no lugar do morto, e o ângulo dos golpes faz crer na possibilidade de um segundo passageiro ter esfaqueado a vítima.

    Posteriormente, em desespero, e na posse da faca com que foi agredido, Ernesto pediu ajuda via rádio e conseguiu conduzir o táxi durante cerca de 100 metros, até à GNR de Arcozelo, onde viria a morrer. Foram chamados ao local, às 00h32, os Bombeiros da Aguda e o INEM, mas quando chegaram já a vítima era cadáver.

    Ernesto da Silva era casado e pai de uma menina de 11 e de um rapaz de 18 anos. Segundo o cunhado, Paulino Ferreira, a vítima estava a pensar deixar a actividade: “Ele só trabalhava no turno da noite e, apesar dos 20 anos de profissão, não andava contente com o que fazia.”

    Ainda segundo o mesmo familiar, o cunhado já teria sido vítima de um assalto. “Foi há cerca de dois anos, também em Arcozelo. Resistiu, os taxistas apanharam o ladrão e deram-lhe porrada”, conta Paulino, que também já foi taxista: “É muito perigoso. Anda uma pessoa a trabalhar e acontece isto. Agora estou na construção civil, é mais seguro.”

    Correio da manha 

     

  • Portugueses da Garenne de Colombes em festa

     
     

  • Ranchos convidados pelos Amigos de Portugal - Conflans - Para festival do Telethon

     
     
     
     
     
     
     
     
     
     
     
     
     
     
     

  • 04-11-2007 -Festival de folclore - Mantes la Ville

    LE DIMANCHE 4 NOVEMBRE A PARTIR DE 14H00,LES HIRONDELLES DU PORTUGAL ORGANISE UN FESTIVAL FOLKLORIQUE A LA SALLE JACQUES BREL DE MANTES LA VILLE 78711.VENEZ NOMBREUX DECOUVRIRE LES DANSE DE NOTRE PAYS.

    Ecrit par : DAS LAGES | 29 octobre 2007

  • Senhores Presidentes do Ouest de Paris

    QUEM DISSE QUE NÃO SOMOS CAPAZES ?
     
    Tenho andado cá a matutar sobre a dificuldade que tem as associações Portuguesas para ter disponíveis as salas em certas datas para a realização deste tipo de festas e quando vejo a generosidade do nosso povo acho que os presidentes das associações do ouest de Paris se deviam sentar a volta do mesa redonda e decidir de realizar algo de mais grandioso e ambicioso para guardar de forma definitiva as nossas raízes de emigrantes Portugueses em franca , A ideia e a seguinte - Uma casa de Portugal ( nossa ) dos Portugueses onde varias associações se podem encontrar onde se poderia criar um museu - organizar exposições - concertos - festivais - 
    Sei que isso não se realiza com assobios - E preciso dinheiro que assim pelo alto e preciso contar - 900,000 € a 1.500,00 €  verdade que e uma fortuna mas conhecendo as potencialidades da nossa comunidade em Franca acho que era realizavel - Para construir um Zenith para a nossa comunidade - Vou matutar sobre este assunto e vou tentar imaginar quando custaria em credito mensal - Sei que varias empresas em diversos sectores estariam dispostos a aportar o seu contributo - Deixe aqui a sua opinião sobre este assunto ?
    Diga o que pensa ! Mesmo se achar que e uma burrice sff diga-o também !
    Fico a espera de ideias e opiniões que possas avançar para um espaço realmente Português onde se respire Portugal .
     

  • Amigos de Portugal de Conflans - Festival Telethon

    06bd308830db4e2468e1d5501b20f396.jpg
    Ontem foi o festival de folclore na cidade de Conflans ( 78 ) vila situada ao Ouest de Paris.
    Agradeço ao presidente desta associação da forma como nos recebeu e pelo facto de ter feito publicidade deste site nos cartazes afixados na região acho que e uma forma de troca  de serviços ! Pub contra Pub Merçi !!
    Como podem ver nas imagens foi uma noite de sala cheia com muito bom ambiente - Bonito ver a generosidade das associacoes Portuguesas quando se toca a solidariedade - Acho que foi uma boa ideia e como vi que houve uma boa aderencia da parte das pessoas se o presidente desta associação Sr. Espírito Santo quiser divulgar aqui o montante dos dons para o Telethon feitos nesta festa e com muito praser que os divulgaremos .
     

  • Radares de controlo de velocidade en França são Ilegais

    Auto Plus s'est procuré un rapport confidentiel du ministère de l'Intérieur qui dénonce de multiples erreurs d'utilisation des radars, avec à la clé, des PV illégaux !!

    Concernant les voitures-flash : Le rapport démontre que la procédure d'utilisation réglementaire, seule garante de la justesse des relevés de vitesse, n'est pas respectée. Pour que sa mesure soit exacte, le radar doit scrupuleusement être positionné à 25° par rapport à l'axe de la route.

    Sur le terrain, cela exige une mise en place très précise par les policiers et gendarmes, à l'aide d'un décamètre et d'un jalon point de repère. Ainsi apprend-on "avec un angle de 24°, la vitesse d'un automobiliste est surestimée de 4 à 5 %. Si l'angle de travail est de 22°, l'erreur atteint 10 à 13%" De quoi, par exemple, être verbalisé à 136 km/h en roulant à 121 km/h seulement !!!

    Et concernant les cabines automatiques, " aucune attestation d'agent assermenté de l'Etat vise à prouver l'angle de 25° prévu par le constructeur (…) est bien respecté"

    Du fait de ce manque de précision, lors de l'utilisation des radars, des milliers de conducteurs sont encore verbalisés à tort.

    Portugues

    Segundo um jornal automovel auto-plus que teve acesso a uma nota  confidencial do ministerio do interior.

    Segundo a nota os erros de calculo da velocidade pode ter uma margem de erro na ordem dos 10 a 12 % se o radar estiver instalado a 22° Graus - Erro derivado ao mau anglo de visao que deve de ser de 25° Graus . - O ministerio do interior ate data nao reagiu mas para recuperar os pontos vai ter que passar pelo tribunal e segundo a lei ninguem podera recuperar o dinheiro  da multa se isto nao e democracia entao nao sei o que e ...... Bando de chulos que so se ataca a quem nao tem dinheiro para tribunais

  • Homen Portugues foi preso em Paris

    Um homem de nacionalidade portuguesa que matou em acidente com um camião pesado uma utilizadora das bicicleta de aluguer ( BELIVE ) em Paris na passada semana foi preso por utilização de carta de condução Portuguesa falsa - nos procuramos mais detalhes sobre este acidente

  • Morreram ao tentar salvar filhos

    Seis crianças inglesas que hoje presenciaram momentos trágicos na praia do Tonel, Algarve, onde morreram no mar quatro adultos, estão a ser acompanhadas por uma psicóloga auxiliada por tradutora e pela consulesa britânica em Portimão, disse fonte oficial, noticia a Lusa.

    Quatro amigos, três ingleses e um alemão, que se encontravam de férias no Algarve, morreram esta tarde no mar da Praia do Tonel, zona de Sagres, quando tentavam salvar três dos filhos em apuros na ondulação marítima forte e onde existiam remoinhos.

    Em declarações à agência Lusa, a governadora civil de Faro, Isilda Gomes, explicou que duas das crianças ficaram órfãs de pai e mãe, outras duas crianças ficaram órfãs de mãe e duas têm o pai hospitalizado em Portimão, por situação de pré-afogamento mas fora de perigo de vida.

    Todas as crianças estão a ser acompanhadas pela psicóloga da Câmara de Vila do Bispo, auxiliada por uma tradutora, e ainda pela consulesa britânica em Portimão e pela própria Governadora Civil.

    «A família das crianças órfãs de pai e mãe já foi contactada e uma tia vem a caminho do Algarve», garantiu Isilda Gomes, referindo que esta noite os dois irmãos vão ficar à guarda de um pai que ficou hoje viúvo e da mãe que tem o marido hospitalizado em Portimão. O grupo de amigos passava férias no Algarve.

    Hoje, as seis crianças estavam a brincar junto a uma rocha na Praia do Tonel, onde «havia remoinhos». Ao aperceberem-se que elas estavam em perigo, os pais e outras pessoas lançaram-se ao mar para as salvar, acabando por morrer quatro dos progenitores - duas mulheres e dois homens- adiantou a governadora civil de Faro.

    A causa da morte foi afogamento, tendo uma das vítimas falecido no mar e as três restantes já em terra por paragem cardíaca, explicou à Lusa a mesma fonte governamental. A Praia do Tonel não está vigiada desde 30 de Setembro, altura em que a época balnear terminou, embora o aviso estivesse afixado no local, frisou Isilda Gomes.

    PORTUGAL DIARIO

  • Carolina arguida por tráfico droga

    Ex-companheira de Pinto da Costa indiciada por consumo e tráfico de cocaína. Equipa do «Apito Dourado» abriu inquérito após a publicação do livro «Luzes e Sombras de um Dragão». Ex-amigos e irmã-gémea denunciaram. Arguida diz que é tudo «absurdo e falso» e já avançou com processos-crime

    Carolina Salgado chega ao tribunal - Foto de Estela Silva para Lusa

    Carolina Salgado foi constituída arguida por compra, consumo, incitamento ao consumo e tráfico de estupefacientes, no âmbito de um processo-crime instaurado na sequência da publicação, em Abril, do livro «Luzes e Sombras de um Dragão», sobre Pinto da Costa, da autoria das jornalistas Felícia Cabrita e Ana Sofia Fonseca.

    No referido livro, um antigo namorado, Paulo Lemos, e um amigo deste, Rui Passeira, acusam a autora de «Eu, Carolina» de consumir cocaína, de ter iniciado Rui Passeira no consumo de cocaína e de, inclusivamente, lhe pagar serviços prestados com droga.

    De acordo com informações recolhidas pelo PortugalDiário, através da consulta do referido processo, a antiga companheira de Pinto da Costa foi ouvida no passado dia 24 de Setembro, pela equipa de coordenação do «Apito Dourado», tendo sido confrontada com os depoimentos recolhidos junto de várias testemunhas.

    Carolina «profundamente ofendida»

    A arguida optou por não prestar declarações, esclarecendo, todavia, que «nunca consumiu qualquer produto estupefaciente» e que «nunca comprou ou incitou quem quer que seja a consumi-lo».

    Acrescentou, por fim, sentir-se «profundamente ofendida com as acusações que lhe estão a ser feitas, uma vez que são completamente absurdas e falsas».

    Refira-se que Rui Passeira também foi constituído arguido neste processo por suspeitas de tráfico de estupefaciente, não tendo prestado declarações.

    Aos dois arguidos foi aplicado o Termo de Identidade e Residência, muito embora Passeira esteja em prisão domiciliária a aguardar julgamento noutro processo.

    Contactado pelo PortugalDiário, o advogado de Carolina Salgado confirmou a constituição como arguida, esclarecendo apenas que a sua cliente já avançou «na semana passada» com queixas por difamação contra Paulo Lemos e Rui Passeira.

    Acusada de pagar serviços com «a branca»

    Quando prestou depoimento como testemunha no DIAP do Porto, a 11 de Abril, no âmbito de um processo por tentativa de agressões ao médico Fernando Póvoas, o ex-amigo de Carolina, Rui Passeira, afirmou que esta o convenceu a comprar droga em locais que indicou e que esta o iniciou no consumo de cocaína.

    Acrescentou que esta o convenceu a dar uma tareia ao médico Fernando Póvoas com a promessa de lhe dar «a branca (cocaína)».

    Também as declarações da irmã-gémea Ana Maria Salgado, prestadas a 27 de Junho e 16 de Julho, no DIAP do Porto, foram tidas em conta neste processo. Refira-se que Ana Maria afirma ter cortado relações com a irmã quando descobriu que esta guardava cocaína no armário do quarto, acrescentando que a droga era fornecida a Carolina por um jornalista amigo desta última.

    Viu-a consumir «várias vezes»

    Quando foi ouvido neste processo, a 27 de Setembro, Paulo Lemos reiterou as declarações prestadas no DIAP do Porto, referindo que foi Rui Passeira quem lhe contou que Carolina o tinha iniciado no consumo de droga.

    Afirmou ainda nunca ter visto o amigo consumir cocaína (apenas Haxixe) mas viu Carolina consumir «várias vezes», sendo que «uma vezes snifava e outras fumava».

    Desconhece o local onde a ex-namorada arranjava a droga, bem como quem é que lha ia comprar, ou mesmo se era ela quem a comprava. Ignora, ainda, a forma como a droga era paga e quem a pagava.

    Apesar de ter referido anteriormente noutros processos, pendentes no DIAP do Porto, que «quando lhe convinha» Carolina fornecia ao Rui Passeira droga para este consumir, neste processo rectificou que «quando a Carolina precisava que o Rui Passeira lhe fizesse pequenos trabalhos na residência, consumia cocaína em conjunto com o mesmo».

    Esclareceu que a ex-namorada não fornecia doses (pelo menos que se tenha apercebido) e clarificou que aquela e Rui Passeira consumiam juntos, na altura em que a Carolina precisava deste «para efectuar alguns trabalhos domésticos», muito embora nunca o tivesse presenciado.

     

     

     PORTUGAL DIARIO

  • Manuel do Nascimento um livro cheio de Historia

     Para quem quiser comprar este livro ele esta a venda nas fnac e outras livrarias o preço de venda e de 19 € - aqui fica o Email do autor - fcnascimento@free.fr
     
    - Agora o apresentador deixou me de boca aberta hi que talento !! 
     
    c24b852bd0ee69a288d717ec0f4249ee.jpg

  • Esta tarde fui a expo na cidade de Houilles

    Fiquei encantado com varias pessoas que por la encontrei , cheios de saber e de cultura e com vontade de o dividir - Agradeço a forma como fui acolhido pela Odete Domingues e todos os expositores - Um grande bem haja para eles e sabem que podem contar connosco para divulgar eventos deste tipo

     

    82e5077c749c91bea0d54d1ed89b520f.jpg
    Presidente da camara Municipal
    Conselheira da câmara pelouro cultura 
    Manuel Sousa Fonseca
    Odete Ferreira Domingues