Ok

En poursuivant votre navigation sur ce site, vous acceptez l'utilisation de cookies. Ces derniers assurent le bon fonctionnement de nos services. En savoir plus.

  • Aqui fica o numero de visitantes em 2006

    No 1 de Janeiro 2006 instalamos  vários contadores de visitas aqui

    fica o N. de visitantes do 01/01/2006 ao 16/12/2006

    Muito obrigado a todos aqueles que nos visitaram e todos aqueles e aquelas que tem participado para que o entusiasmo não morra e que nos tenhamos vontade de continuar.

    Parao ano 2007 vamos certamente tentar fazer melhor.


    1.                    JANEIRO - 3912 -  VISITAS      
    2. FEVREIRO - 1230
    3. MARCO - 1303
    4. AVRIL - 2271 
    5. MAIO - 5137
    6. JUNHO - 7701
    7. JULHO - 5743
    8. AGOSTO - 3847
    9. SETEMBRO - 4198
    10. OUTUBRO - 5423
    11. NOVEMBRO - 6535
    12. DEZEMBRO - 3912

                                                                     TOTAL : 51212
     
     
    Festas felizes e um bom natal para todos 
  • RE: pêlos das orelhas.

     

     

    -----Message d'origine-----
    De : Opinião.do.Cidadão [mailto:portugal@portugalclub.org]
    Envoyé : vendredi 15 décembre 2006 03:25
    À : Undisclosed-Recipient:;
    Objet : pêlos das orelhas.

     

    EXTRACTOS DO LIVRO DA CAROLINA, 2ª Dama DO PINTO DA COSTA:
    "Cortava-lhe as unhas dos pés e aparava-lhes os pêlos das orelhas."
    No início do livro, Carolina revela que conheceu o presidente do FC
    Porto, com a mediação de Reinaldo Teles, um dos homens da SAD portista
    que frequentava o Calor da Noite, bar de alterne, onde a autora
    trabalhava madrugada dentro.
    Joaquim Oliveira, empresário dos media, também frequentava o local
    assiduamente, e quando surgia era "sinónimo de festa de arromba".
    "As minhas pernas começaram a tremer, senti um frio no estômago e tive
    que sair da pista de dança", lembra quando viu Pinto da Costa pela
    primeira vez.
    "Previ que estava a nascer um grande amor e não me enganei. Dançámos
    três músicas seguidas e a sensação que tinha era que apenas existíamos
    nós, não havia ninguém em volta. Fez-me sentir uma verdadeira
    princesa", confessa.
    "Certa noite, ao despedir-se de mim, não me deu um beijo na cara, como
    era usual, mas um beijo na boca estava completamente apaixonada."
    "Demorei uma eternidade na casa de banho a tentar evitar o inevitável.
    Ele já me esperava, pacientemente, na cama. E vivi uma linda e
    inesquecível noite de amor."
    "Confessou-me que tinha encetado uma relação com a jornalista
    Maria
    Elisa,
    que já terminara, devido ao consumismo extremo de que ela
    padecia."
    THE BEST OF
    "Tendo problemas de flatulência de vez em quando descuidava-se em
    cerimónias oficiais, levando-me a acender, de imediato, um cigarro
    para disfarçar o odor."
    "Cortava-lhe as unhas dos pés e aparava-lhes os pêlos das orelhas."
    ARBITRAGEM
    (Mas alguém ficou surpreendido? Isto já eu sei desde os meus 12 anos)
    "Sempre que, durante um jogo, o
    Jorge Nuno achava que o árbitro tinha
    prejudicado o FC Porto, ligava ao senhor
    José António Pinto de Sousa,
    presidente do Conselho de Arbitragem, que lhe atendia o telefone,
    começando por manifestar a sua indignação perante a incompetência do
    árbitro, mas acabando sempre por marcar um jantar para fazer as
    pazes." Os árbitros Martins dos Santos e Augusto Duarte eram visitas de nossa
    casa, sempre trazidos pelo António Araújo. Por ser muito cuidadoso,
    Jorge Nuno nunca falou com um árbitro ao telefone, nem precisava de o
    fazer, visto que eles iam lá a casa para confraternizar. "
    FUTEBOL
    (Antes de Português é Portoguês. Mas isto toda a gente já sabia)
    "O
    Jorge Nuno alterou-se com o senhor Scolari quando percebeu que este
    não cederia às suas vontades. O que incomodava Jorge Nuno era o facto
    de toda a gente ter percebido que o presidente do FC Porto perdera o
    poder que gostava de ostentar sobre todos os aspectos do futebol
    português, incluindo a equipa de todos nós. Conheço casas onde o
    desaire [refere-se à derrota de Portugal na final do Euro 2004 com a
    Grécia] foi festejado com a abertura de uma garrafa de champanhe. A
    minha, por exemplo. E assumo o risco da impopularidade que uma
    revelação destas pode causar. Politicamente falando era intolerável
    para o Jorge Nuno ter de suportar a vitória portuguesa no Euro 2004,
    que, para ele, não seria mais do que o sucesso de Scolari contra a sua
    pessoa",
    APITO DOURADO
    (Coitado do António Araújo. Não tinha nada de ser o elo mais fraco. É
    a chamada solidariedade profissional)

    "Foi o doutor Lourenço Pinto quem, às sete da manhã, nos telefonou
    para casa avisando que o major, o doutor Pinto de Sousa e alguns
    funcionários da Câmara de Gondomar tinham recebido a visita da PJ. O
    Jorge Nuno ficou deveras perturbado com o que estava a acontecer ao
    major. Receava que o major ou Pinto de Sousa falassem de mais. Esta
    era a sua preocupação",
    "À mesa fomos informados com pormenor da situação. Na manhã do dia
    seguinte, uma brigada da PJ iria entrar na nossa casa e na casa de
    Reinaldo Teles com mandados de busca e de detenção (...) Foi muito
    acentuado que os agentes eram de Lisboa, como se por isso o perigo
    triplicasse, o que não me pareceu uma análise correcta. (...) Quer o
    Jorge Nuno, quer o Reinaldo Teles ficaram petrificados com as
    informações. O Reinaldo ficou branco, quanto ao Jorge Nuno, o que
    ouviu, da boca do dr. Lourenço Pinto , deu-lhe positivamente a volta à
    barriga. Não havia tempo a perder. O Jorge Nuno tinha de sair do
    país", diz.  António Araújo não foi avisado, segundo
    Carolina Salgado, por ser "o
    elo mais fraco" e para que a estratégia montada "funcionasse na
    perfeição".  A mãe de
    Carolina estava incumbida de atender os agentes da PJ, tendo de dizer a frase previamente combinada: "O senhor Jorge Nuno e a
    esposa aproveitaram o feriado para dar um passeio." Isto numa altura
    em que o casal se encontrava na Galiza.
    Como curiosidade, a mulher de Reinaldo Teles recebeu os agentes da PJ
    com uma frase elucidativa da sua seriedade: "
    Não dormiu cá. De certeza
    que passou a noite com alguma amante
    !"
    Reinaldo Teles pernoitou num hotel do Porto.
    Carolina Salgado lembra que ela e Pinto da Costa resolveram deixar o
    cofre da casa aberto, "numa atitude de descaramento e provocação".
    Já em Espanha, "Jorge Nuno acusava o Major de ter falado de mais e não
    ter cuidado".
    "Se, por acaso, Jorge Nuno ficasse detido por ordem da juíza, tal como
    aconteceu com o major, os Super Dragões invadiriam o Tribunal,
    destruindo tudo à sua passagem, e libertariam o presidente. Cá fora,
    eu estaria à sua espera num local previamente combinado e fugiríamos
    para Espanha, de onde só regressaríamos sabe-se lá quando. "
    MOURINHO
    (O Mourinho é o maior)
    O presidente do FC Porto ultrapassou bem o incómodo que a forte
    personalidade de Mourinho, a sua empatia com o clube e com os adeptos,
    a unanimidade que causava na imprensa, lhe causavam, a ele que estava
    habituado a ser o maior dos maiores (...) O que o Jorge Nuno não
    ultrapassou foi o facto provado de que, para sair do FC Porto, o
    Mourinho utilizou uma estratégia mais inteligente do que a estratégia
    do presidente; e a isto não estava o Jorge Nuno acostumado e doeu-lhe
    muitíssimo
    José Mourinho rasgou a camisola do jogador do Sporting, Rui Jorge",
    diz a antiga companheira de Pinto da Costa, reportando-se ao empate
    entre leões e dragões, a 1 de Fevereiro de 2004.
    "Este acto do Mourinho provocou a fúria dos adeptos do Sporting, que
    me insultaram, quando me dirigia para o parque de estacionamento (a
    que não deveriam ter acesso...), e foi o próprio Rui Jorge que, saindo
    do seu carro, acorreu em minha defesa, dizendo que eu não tinha nada a
    ver com o acontecido", conta, numa revelação surpreendente.
    Luis Filipe Vieira
    (Gostei da parte da apatia do Jorge Nuno)
    Ali chegada (Estádio da Luz) primei pela educação, numa atitude
    provocatória. Recusei cumprimentar o senhor Luís Filipe Vieira
    deixando-o de mão estendida. Depois fui para a casa de banho retocar a
    maquilhagem, perante o horror das senhoras do Benfica que nem
    conseguiam olhar para mim a direito. Pelo telemóvel, ir contando estes
    meus passos que rejubilava. És um espectáculo, Carolina', dizia,
    pedindo-me que lhe contasse todos os pormenores", sublinha.
    Na temporada seguinte, Luís Filipe Vieira tinha decidido não deixar
    Carolina entrar na tribuna. Então, a companheira de Pinto da Costa
    decidiu ir para a bancada, na companhia dos Super Dragões, acompanhada
    de uma tarja direccionada ao líder encarnado.
    Pinto da Costa quando viu a tarja, que dizia "Ó orelhas, estou aqui",
    ficou radiante. "O Jorge Nuno, hiper-feliz, mandava-me mensagens
    apaixonadas: 'Ouve lá, estás em grande' e 'Espectáculo'", refere.
    No final do encontro José Veiga e Luís Filipe Vieira insultaram
    Carolina "de todas as maneiras e feitios, com alusões ao Calor da
    Noite", o que desagradou a cônjuge de Pinto da Costa.
    "Fiquei triste não pelo que eles disseram, mas pela apatia do Jorge
    Nuno que vi, pela televisão, encostado a um canto da sala de imprensa,
    sem a menor disponibilidade para reagir ao achincalho que, para todos
    os efeitos, eu, a sua mulher, estava ali a sofrer", destaca.
    RICARDO BEXIGA
    (
    Coitado do Bexiga... Mijou-se todo)
    Há que limpá-lo", disse Pinto da Costa relativamente a Ricardo Bexiga,
    vereador socialista da Câmara Municipal de Gondomar e alegado delator
    das irregularidades naquela edilidade.
    Carolina conta que se prestou ao serviço "mais desgraçado e degradante" da sua vida. Então, alegadamente, Pinto da Costa, "com as suas ligações ao
    submundo", disse a
    Carolina quem é que ela deveria contratar para
    bater no vereador.
    "Explicou-me como deveria actuar, pagando metade do preço à entrada e
    outra metade à saída, ou seja, antes e depois da agressão. O serviço
    custava 10 mil euros, dinheiro que me entregou sempre em notas e que
    retirou de uma grande gaveta da cómoda do nosso quarto, na Madalena,
    gaveta que, para meu espanto, estava sempre a abarrotar de dinheiro
    vivo", lembra.
    Depois de Ricardo Bexiga ter sido agredido,
    Carolina Salgado teve um
    rebate de consciência, tendo desabafado o seu arrependimento com
    Lourenço Pinto, que teve uma tirada deliciosa.
    "Oh, minha querida, mas ele ficou a falar!", ao que
    Carolina
    respondeu: "Mas eles partiram-no todo." Lourenço Pinto não modificou o
    discurso: "Sim, mas ficou a falar."
    Carolina revela ainda que pediu desculpa a Ricardo Bexiga e que esse
    episódio "foi o princípio do fim" da sua relação com
    Pinto da Costa.

  • Linda de Suza - Uma icone para os emigrantes em Franca no principio dos anos 80

    medium_linda_de_suza.jpg

     

     

     Linda de Suza

    Un article de Wikipédia, l'encyclopédie libre.

     

    Linda de Suza

    (née le 22 février 1948), de son vrai nom

    Teolinda Lança, est une chanteuse francophone d'origine portugaise vivant en France.medium_suza.2.jpg

    Elle quitte son pays pour la France dans les années 1970.

    Après maints petits boulots, elle s'acharne à présenter des maquettes de chansons avant de trouver enfin un producteur qui l'entraînera sur les chemins du succès : elle enregiste Tiroli-Torola, La fille qui pleurait, Un enfant peut faire le monde ou encore L'Etrangère.

     

    medium_linda.jpg 

     Elle obtient un succès inattendu avec son autobiographie La valise en carton en 1984.

    Elle publiera quelques romans et chantera encore pendant quelque temps avant de quitter la scène.

     

     

     Catégories : Wikipédia:ébauche personne • Chanteuse portugaise • Chanteuse francophone • Naissance en 1948


    LA HARISSA sur FRANCE 2(avec linda de suza)

      

  • Musica Portuguesa - Brasileira - Lusofona

    podcast

    Xutos Pontapes - Contentores


    podcast

    Rio Grande - Postal dos Correios


    podcast

    Linda de Suza - Mala de cartão

     

     

     Gostaria de saber o que foi feito desta senhora Linda de Suza ??

    Gostaria ter informações sobre a actividade profissional actual ...

    Acho que actualmente seria o bom momento para ela voltar mais uma vez ao palco para os nostalgicos de um periodo que para os emigrantes portugueses foi bastante difil.

    Esta senhora era o orgulho dos emigrantes Portugueses dessa época por isso

    VIVA  a senhora Linda de Suza 

     

  • RE: SIC Noticias

     

     

    -----Message d'origine-----
    De : PORTUGAL NOTICIAS [mailto:portugalclub@cardigos.com.br]
    Envoyé : jeudi 14 décembre 2006 14:54
    À : Undisclosed-Recipient:;
    Objet : SIC Noticias

     

    condenação ao pé rapado.

    O Portugal às escuras

     

    O Portugal às escuras como alguém diz não passa do reflexo dos valores que pautam este país. Num País cujo gosto pela leitura é quase inexistente eis que um tema desperta os portugueses e corre o risco de se transformar num best seller. A literatura de cordel e o futebol a justificar diáriamente a publicação de tres jornais desportivos, mesmo que nada mais houvesse, está tirada a radiografia a Portugal.

    Ontem na SIC Noticias um Advogado de Coimbra, sem papas na língua, denunciou o estado geral do país. Não sendo politico se o fosse, a primeira coisa que faria era dirigir-se ao Parlamento e exigia que toda aquela gente justificasse a origem do seu património pessoal. Referiu-se depois à mentira permanente que a  justiça diz não ter meios para combater a fraude. Chamou-os campeões do julgamento e da condenação ao pé rapado. Enchem as prisões de gente assim e quanto aos grandes não passa de uma farsa perante a opinião publica porque verdadeiramente os juízes procuram "tachos" na mafia que supostamente deveriam condenar. Uma vergonha o que se passa no nosso país. Jamais visto tamanha escumalha. Em Coimbra o "grupo Amorim" não são conhecidos por promotores imobiliários mas sim por predadores imobiliários. Os negócios descarados que se fazem abrangem desde presidentes de camara até aos serviços técnicos das mesmas. Em Coimbra e por este país fora, é assim que as coisas funcionam. De tanto falatório e corriqueira que virou o conhecimento desta bandidagem já não há a preocupação de ocultar seja o que for.

    Nada mais haverá a fazer, somos um povo que merece a escumalha que nos governa porque só nos preocupamos com futebol sem querermos erradicar também o nojo da sua classe dirigente e agora a psicose da lavagem da roupa suja que nos embala entre jogos e novelas. A não ser que alguém se lembre de fazer uma revolução politica e cultural, eternamente continuaremos a ser a pior anedota que acontece diáriamente neste espaço Europeu.

    F.Braamcamp Mancellos 

  • Portugal em casa

  • Casa de Portugal - Festival de folclore

  • Beira Alta e o seu Folclore

  • RE: PORTUGAL ÀS ESCURAS

     

     

    -----Message d'origine-----
    De : Opinião.do.Cidadão [mailto:portugal@portugalclub.org]
    Envoyé : mercredi 13 décembre 2006 17:52
    À : Undisclosed-Recipient:;
    Objet : PORTUGAL ÀS ESCURAS

     

    QUANDO UMA MULHER DA NOITE PÕE

     PORTUGAL ÀS ESCURAS
    de:
    Manuel Abrantes
    O procurador-geral da República, Pinto Monteiro, vai revelar as medidas que vão ser tomadas pelo Ministério Público quanto às denúncias feitas pela ex-companheira de Pinto da Costa, Carolina Salgado, relativas ao processo Apito Dourado.

    Estas denúncias são referidas no livro lançado, no passado fim-de-semana, por Carolina Salgado e que está a ser analisado por responsáveis da Procuradoria-Geral da República.
    O Procurador da República disse ao Jornal “PÚBLICO” que "todos os factos que constem no livro e que sejam indícios de crimes públicos serão alvo de uma investigação por parte do Ministério".

    È com pompa e circunstância que a comunicação social tem feito um alarido infernal sobre as denúncias de uma tal
    Carolina Salgado sobre a vida do seu ex-companheiro, Pinto da Costa, e o seu alegado envolvimento na telenovela “apito dourado”.

    Não sendo um apaixonado por
    Pinto da Costa (até sou benfiquista…) entendo que o grande “crime” por ele cometido foi de ter uma noite (ou mais) frequentado casas de alterne. Agora, tem o reflexo por se ter aproximado desse mundo e convivido dentro dele. È o que acontece quando se anda na zona mais negra das noites de folia.

    No seu livro, (segundo dizem porque não o li nem o vou ler)
    Carolina Salgado denuncia alegadas situações de corrupção desportiva, evasão fiscal, violação do segredo de justiça, agressões, perjúrio e fuga à justiça, que envolvem o presidente dos «azuis e brancos», Jorge Nuno Pinto da Costa.
    Foi preciso que uma mulher da noite, zangada por ter sido posta à margem pelo homem com quem conviveu, viesse a público denunciar situações que a Justiça, por direito e dever, já deveria ter tido conhecimento ou suspeitas de tal.
    O intitulado processo “Apito Dourado” têm-se arrastado ao longo do tempo sem que a opinião pública conheça a sua verdadeira dimensão e os verdadeiros implicados nos crimes. Não tem passado de suspeitas encima de suspeitas, o que dá origem a especulações, acusações e ao aproveitamento mediático do caso.
    Quando os processos se arrastam ao longo dos tempos a comunicação social transforma-os numa autentica telenovela para consumidor mastigar.
    Num País onde pouca coisa acontece, casos como este são a alegria da comunicação social para vender papel ou aumentar as audiências.
    Apitos Dourados, casos Mateus, etc, etc são o alimento das discussões futebolísticas e o entretenimento da malta. Depois venham-me dizer que o regime do Estado Novo é que se “sentava” em cima do fado, futebol e Fátima
    .    Manuel Abrantes

  • RE: Os partidos do pão

     

     

    -----Message d'origine-----
    De : Opinião.do.Cidadão [mailto:portugal@portugalclub.org]
    Envoyé : mercredi 13 décembre 2006 00:14
    À : Undisclosed-Recipient:;
    Objet : Os partidos do pão

     

    ENTRE DOIS COMPADRES EMIGRANTES

     

    Os partidos do pão


    · José -
    Ó compadre; então tem tido notícias de Portugal ?

    · Manuel - Olhe compadre; tive uma carta ontem do meu irmão, onde me vem a falar só em política , por causa das eleições que se aproximam. Diz-me que nós emigrantes tambem já podemos votar. Como eu queira saber disso. E manda-me o nome dos Partidos pol'iticos, os nomes… umas letras, que eu nem sei o que aquilo quer dizer.

    · José -
    Quer dizer-me que então já temos direito a voto ? Eu já tinha ouvisto dizer qualquer coisa no programa de rádio português, mas nem liguei bem ao assunto. Eu nem sei quantos partidos hà em Portugal.

    · Manuel - Olhe compadre ! Hà lá muitos, mas não é para darem pão a pobre. Tenho aqui a carta, veja la se consegue decifrar isso ... PS - PSD - PCP - CDS, etc, etc,

    · José -
    Deixe lá ver compadre. Então o compadre não sabe o que isto quer dizer ? PS - quer dizer Partido do pão sêco , este partido já é muito antigo , já ouvia falar nele ao meu avô. Depois temos aqui PSD - que é o partido do pão...só...duro.... Que quer dizer que só dão pão rijo.

    · Manuel - Pois o mole comem-no eles ! Ná nesse é que eu não voto, para comer pão rijo já não tenho dentes para isso… continue compadre estou a gostar de o houvir.

    · José - Agora temos aqui o PCP - que quer dizer , pão... com...pão ,

    · Manuel - Compadre ! se calhar quer dizer pão com porrada ! Eu ouvia falar muito nesse partido quando eu era mais novo "Pão numa mão e porrada na outra."

    · José - Tambem pode ser compadre, eu tambem me lembro de ouvir falar muito nesse à minha avó, quando eu era rapazote.

    · Manuel -Nesse tambem eu não voto. Pão com pão é o mesmo que pão sêco... e pão com porrada ainda é pior.

    · José - Bem compadre... vamos a outro, este é o ultimo. Este parece que não dá pão, começa com um c. CDS . Mas espere compadre...isto quer dizer, Cá...damos...sorda

    · Manuel - (Rindo-se bastante) Estes já dão a sorda feita! Sempre é melhor que os outros , que dão pão sêco... pão duro... pão com porrada…ou pão com pão; é à escolha do freguês. Mas que partidos são estes, compadre ! Que só dão pão ? Porque afinal sorda tambem é pão ! E se calhar é pão do que o diabo amassou !

    · José - E ainda o compadre dizia que não davam pão a pobre ! Sabe compadre, isto tudo tem as suas épocas. Antigamente davam "tacho"

    · Manuel - A mim nunca me deram nenhum !

    · José - O compadre não conhecia aquela organização que chamavam FNAT ?

    · Manuel - Ora me lembro bem !

    · José - Pois isto queria dizer; Famintos Nacionais Agarrados ao Tacho Cá está o tal "tacho" que eu àbocado lhe falava.

    · Manuel - Ó compadre, ainda valia mais esse partido do tempo do Salazar, que chamavam pevide, ou que era lá isso !

    · José - O que é que o compadre disse ?... Pevide ? Já sei o que o compadre quer dizer, é PIDE .

    · Manuel - Qualquer coisa assim parecida.

    · José - Pide, queria dizer: Pagávamos Inocentes Depois Esperávamos.

    · Mamuel - Esperávamos o quê, Compadre ? O julgamento ?

    · José - Compadre , não me queira envolver em política, eu só lhe estou a explicar as coisas, mas não quero tomar partido.

    · Manuel - (Já todo entusiasmado) Compadre ainda havia outro no tempo do Caetano, que começava com um D... e mais qualquer coisa.

    · José - O que o compadre quer dizer, era a D.G.S., que veio substituir a tal Pide.

    · Manuel - Era isso mesmo compadre !

    · Jose - Isso queria dizer, Damos Geral Satisfação ... que satisfaziam toda a gente.

    · Manuel - E satisfaziam compadre, á minha avó ainda chegaram a dar 100 mil réis de reforma por mês e ela ficou bem contente… quem é que não ficava!

    · José - O compadre está a confundir tudo ! Isso era uma instituição de segurança

    · Manuel - Fosse lá o que fosse …era no que eu ouvia falar.

    · José - O compadre está a confundir tudo.

    · Manuel - Ora bolas ! Compade: Estou aqui á tantos anos... nunca assistí a manifestações de protesto, nem aos comícios do proletariado da cintura industrial de Lisboa !... no meu tempo não havia nada disso !

    · José - O compadre ainda se lembra algma coisa da História de Portugal ?

    · Manuel - Ó se mlembro.. ainda me lembro um bocadito

    · José - Então sabe qual foi o tempo das descobertas e das conquistas que deram mais fama a Portugal ?

    · Manuel - Pois claro que sei compadre…ainda não sou tão parvo como isso. Ora deixe-me l'a ver... descobertas... descobertas, a maior parece-me que foi a descoberta de muito ouro e dinheiro no Banco de Portugal ! Isto salvo êrro, nos fins de Abril de 1974.

    · José - Sorrindo ! Continue ... compadre, continue.

    · Manuel - Depois vieram os tempos das conquistas. Nós tinhamos bons conquistadores !

    · José - Então quais foram compadre ?

    · Antonio - Conquistas... as primeiras foram os Bancos, as Companhias de Seguros e as Refinarias da Sacor, estas lembro-me eu bem. Só quem não conhece a nossa historia de Abril ! Isto era um nunca mais acbaar !
    Depois estes "conquistadores" pasaram o Tejo para o outro lado, E conquistaram os estaleiros da Margueira, seguiram a Paio Pires, Conquistaram a Siderurgia… rumaram a Setubal, conquistaram mais um estaleiro e uma fabrica de cimento.
    Depois no regresso à capital, passaram pelo Barreiro, para a conquista da CUF.
    Aqui custou mais um bocadito... alguns Cufistas intrancheiraram-se e teve que haver negociações, mas acabaram por resolver tudo a bem com o inimigo, pois afinal vieram a reconhecer que pertenciam à mesma tribo.

    · José - (interrompe) Pareciam os soldados Romanos do tempo do Marco Polo!

    · Manuel - Nada que se compare, compadre. Regressados a Lisboa, depois de terem sido recebidos em triunfo nas ruas da capital, estes soldados "Abrilistas" e muitos outros terminados em "istas"... espalharam-se pelo Alentejo, que ainda estava pouco povoado (sempre esteve) e foram conquistando tudo o que encontravam; gado e haveres, de quinta em quinta... de quinta em quinta… de quinta em quinta, só não atacaram o Algarve, porque já estava vendido aos estrangeiros... e ao mesmo tempo tiveram receio de que os Mouros do Norte de Africa, voltassem outra vez à Peninsula Ibérica.
    Conquistaram ainda algum tempo depois, algumas fortalezas Isoladas, aqui e ali, algumas ainda por acabar de construir, com Lindas vistas para o mar, sendo a mais importante, uma a que chamavam "Torralta".
    Eram uns valentes, estes Afonsos Henriques do nosso tempo, do (Século XX).

    · José - (Interrompe novamente) Então já acabou, compadre ?

    · Manuel - Isto havia muito que contar se fosse a contar todas as conquistas destes "Conquistadores".

    · José Ó compadre... vocemocê está a misturar toda a nossa Historia de Portugal !

    · Manuel - Ó compadre não será isto parte da História de Portugal ?

    · José -
    Sim que é compadre, mas eu queria referir-me ao tempo de Vasco...

    · Manuel - Interrompe e não deixa acabar a frase; Vasco... Vasco Gonçalves.

    · José -
    Vasco da Gama !... Compadre; isto por alturas de 1500 e tal !

    · Manuel - Ó compadre, não estamos em tempo de eleições e proximo a festejar o "25 d eAbril" ?
    Para saber essas coisas tão antigas tinha que ouvir aos Domingos o programa Português da radio, "VOZ PORTUGUESA".

    Belarmino Duarte Batista, Vancouver, Canadá.

  • Um Português de 32 anos morreu em Espanha

    medium_Tristesa.jpg
     

    Donzília Sousa, sentada, só soube da morte do marido às 14h00.Foi a tia que a informou

    Um operário português que trabalhava nas obras de construção civil no País Basco, em Espanha, faleceu ontem de madrugada, na sequência de um despiste de uma carrinha, ocorrido na auto-estrada que liga Salamanca a Burgos. O acidente provocou ainda dois feridos graves e dois ligeiros. As vítimas têm idades entre os 22 e 38 anos e são todos naturais do Concelho de Cinfães.

    Correio da manha 

  • Beira Alta - Folclore Portugues

  • Aceitamos Publicidade neste blog

    medium_DSC00618.JPG
          Publicidade         
    Faça aqui publicidade
    Produtos ou serviços
    ***   Info - Pub   ***

     

    Derivado aos custos crescentes para tentar manter vivo e ate talvez desenvolver este blog vamos aceitar fazer publicidade neste blog 

    Procuramos Empresas que queiram Patrocinar este Blog

    através da publicidade para os seus produtos ou serviços 

    Exemplo :

    - Restaurantes - Cafés - Discotecas - Dance-terias 

    - Bancos - Agências de viagens - Companhias de seguros

    - Companhias aéreas - 

    - Empresas prestadoras de serviços

    muitos mais ........

     

    Estamos abertos a todas as proposicoes serias. 

    technosols@free.fr 

  • Depois de ti mais Nada !!

    Un nouveau commentaire vient d'être posté sur votre blog à la suite de la note : Depois de ti mais Nada !! :

    "Nao sei se era preciso promover este tipos de musicas no seu blog.... Ha outros artistas que merecem ser promovidos com musica moderna. (ex. em Portugal hà bons DJ). O que està a propor aqui, nao passa de um monte de imondices, que nem vale a pena ouvir.. O facto de meter cuidado dos ouvidos só chama a atenção para escutar."

    Ce commentaire a été posté par uma senhora sensivel.

    Estive a matutar e acho a senhora sensivel tem razão !

    Quanto a musica de DJ em Portugal não conheço - Mas para ser franco não sou nenhum especialista em musica Portuguesa mas que gosto da interpretação de algumas canções pelo Jaimao isso gosto.

     

  • Folclore Beirão - Na casa de Portugal